MEU CORAÇÃO
Meu coração é frágil,
ele não aguenta certas coisas,
ele mais apanha do que bate,
ele reclama quando ama,
ele sempre ama e depois reclama.
Meu coração é pequeno,
ele cabe na palma da mão,
ele está sempre batendo,
ensinando e aprendendo,
desejando e querendo,
mas nunca está satisfeito.
Meu coração é um menino
que cumpre feliz seu destino
e mora no meu peito.
Cícero Alvernaz (autor) 12-03-2020.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZONA RURAL

POEMA DA LAVADEIRA

DIGA NÃO AO TABAGISMO, DIGA SIM Á VIDA!