DESPEDIDA
Na despedida fica um pouco de nós, um pouco de sentimento e de lamento e levamos um pouco do outro, um jeito, um olhar, uma lembrança e uma esperança de um dia de novo nos revermos. Fica uma lágrima teimosa a deslisar no rosto e a gente fica fingindo que está tudo bem. Mas não está. Sempre vem uma lembrança, um último desejo, um verso perdido pairando no ar, um nó que se desfaz e uma vontade de olhar pra trás. Na despedida fica um sim e um não, fica um coração apertado, um pensamento parado, um jeito estranho, um sentimento diferente e a gente fica sem saber o que fazer. Fica um abraço que não quer se largar, um aperto de mão que se eterniza através do gesto, uma vontade de ficar, mas há uma necessidade maior de partir, Na despedida a vida se divide ao meio e o coração fica cheio de tristeza, mas no ar fica a quase certeza de um dia voltar. Na despedida é quase impossível não chorar. (11-03-2020)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZONA RURAL

POEMA DA LAVADEIRA

DIGA NÃO AO TABAGISMO, DIGA SIM Á VIDA!