QUARENTENA
Tem coisas que não são engraçadas, mas a gente acaba achando graça. Hoje fala-se muito em quarentena, muita gente manda recado: "Fica em casa" e pede e insiste nisto. Eu vou ser sincero: não estou de quarentena, caminho de manhã e saio sempre quando é necessário. Não abuso, sei que o perigo está por aí, aliás, ele sempre esteve. Mas quando vou ao Mercado vejo muita gente lá, vejo pessoas na rua a pé, de carro, de moto e de bicicleta, vejo no comércio, em geral. Vejo trabalhadores passando, alguns até com som de propaganda. Será que isto é quarentena? Para mim, quarentena é ficar recluso dentro de casa, sem sequer sair no quintal, preso literalmente e tem que ser todo mundo, fechar tudo, como se estivéssemos numa guerra. Ou será que essas pessoas que saem estão imunes ao vírus? Alguém diz: "mas isto é serviço essencial" - e eu pergunto: trabalhar, ganhar o pão de cada dia não é essencial? Me desculpem, mas essa "quarentena" é só pra cego ver e surdo ouvir. Ou é, ou não é! (01-04-2020)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZONA RURAL

POEMA DA LAVADEIRA

DIGA NÃO AO TABAGISMO, DIGA SIM Á VIDA!