O ESCRITOR
O escritor é uma mistura do nada com o mais ou menos passando pelo pouca coisa e chegando ao "coisa nenhuma". Mas, tirando essas coisas negativas pode ser que alguém passando perto dê uma olhada nem que seja só por curiosidade. "Vô vê o que esse cara escreveu aqui" e assim, quem sabe, até se interessa pelo que foi grafado no papel que foi datilografado ou colocado à mão, ou, como se diz, manuscrito. O escritor é apenas um colhedor de momentos, um apanhador de talentos, alguém que surge na curva e vem em nossa direção. Ele pinça a sua escrita na memória e a refaz com sua técnica que só ele entende. De um verso ele faz um canto, de um olhar ele faz um encanto e de um abraço faz um encontro que se eterniza e marca um ponto. Faz de um riso um porto, de uma fala uma música, de um desejo um ensejo e de um carinho um beijo. O escritor é a mistura do nada com pouca coisa. Ele é ignorado e não podia ser diferente porque ele é diferente, é eterno e pré existente. Assim é o escritor, um fabricante do amor. (06-04-2020)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZONA RURAL

POEMA DA LAVADEIRA

DIGA NÃO AO TABAGISMO, DIGA SIM Á VIDA!